Pessoas inteligentes que gostam da verdade

22 de junho de 2014

Professor de história DENUNCIA doutrinação marxista nas universidades brasileiras


Um professor de história formado pela UNICAMP, me procurou para ajudar a denunciar a DOUTRINAÇÃO MARXISTA nas disciplinas de HUMANAS nas universidades brasileiras.

Ele entrou em contato comigo, e eu lhe respondi assim:

Você disse no primeiro contato que gostaria de ajudar, não é?
Pois bem...
Você pode ajudar escrevendo tudo o que sabe, e tudo o que ocorreu durante os anos que cursou história na universidade, o que os professores impunham, o ambiente criado para impor essas coisas, e assim por diante. Comece a escrever, e aí, publique num blog, ou manda pra mim.
E se tiver medo de perseguição, crie um codinome, e escreva tudo o que sabe, crie artigos, e me manda.
Aí vou publicando pouco a pouco, pra ir mostrando pra galera da internet a realidade sobre o PT, e sobre os esquerdistas em geral.
Falou...
Kruegger Contra Esquerdopatas.
   

 
Como resposta, o referido professor (que omitirei o nome para preservá-lo) me respondeu assim:


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
  
Um pouco da história do meu curso.
Certo eu vou começar pelo pouco que os professores em um momento de descontração com os alunos, apresentaram seus currículos de “conhecimento” e de vivência na sociedade.
Vou começar com meu ex coordenador do curso;
Ele tem formação na Unicampi a tese dele era (pelo que eu me recordo) era falar do golpe de 64, visto do ponto da igreja, na segunda fase onde a igreja apoia o as revoluções Marxistas. Ele lecionava para nós da sala; história da republica parte 1 e parte 2. a todo momento falava da experiência de trabalho em campo, em que ele realizava, pegando depoimento de pessoas próximas, ou até mesmo, aquelas que passou por torturas de militares. Uma coisa assim...
Teve um período que ele lecionou teoria da história.
A maioria das apostilas trazia como referências, (em teoria da história) autores influenciados de certa forma pelo pensamento de Marx ou algo próximo a ele.

Na teoria da história viu-se, muito sobre escolas dos Annales.e suas gerações E o modo de fazer historiografia.
No estudo do brasil república, muitas das vezes tinha como material (o discurso) baseado na obra de
Caio Prado Júnior. muitas vezes vi olivro desse autor na mesa dele.
O outro professor que o substituiu na disciplina “teoria da história” era Um Marxista declarado amava falar de cuba, continuou na mesma linha de aula do professor anterior, falou muito de lutas de classe.

Para confirmar tudo isso que eu tô lhe falando, neste endereço acima. Está o meu ex coordenador, e um espaço disponível na própria faculdade. O professor, que está na condição de entrevistador foi meu professor também. em algumas disciplinas, duas para ser mais exato. História antiga período clássico, e história da Africa e cultura africana.
No primeiro semestre do primeiro ano.
Na disciplina história antiga. Foi o professor de nome Agostinho.(mais de 10 anos ele tá lá, até hoje) Um ex militante do PcdoB. Também lecionou. História da América. Sociologia, no período de estágio dos alunos tivemos com ele , teorias da educação nos ensinos de turma de primeiro e segundo grau e IEJA (antigo supletivo) educação de jovens e adultos.
Na história antiga. “Filme a guerra do fogo” falou-se muito das civilizações do Egito, grega. E menos dos hebreus. E fenícios ;mais vou poupá-lo desses detalhes. Somente com a disciplina de sociologia é que vimos muito sobre o fusionamento da sociedade e filmes como tempo modernos, foi obrigatório.
Logicamente teve uma introdução da importância da sociologia como meio de pesquisa.
os autores que mais vimos foram. Émile Durkheim, florestan fernades, augusto conte, muito de Karl Marx e pouco, ou nada de Marx Weber.
Uma outra professora de nome Lucirene. Assumiu a coordenação do curso de história das mãos do professor Alfredo salun(que aparece no vídeo)mais foi mandada em bora, quando a universidade mudou de donos, foi ai que surgiu esse coordenador que está até hoje. Bom! Vamos analisar a Lucirene; estudou na USP, ela nos confessou que já foi uma militante Petista, muito atuante, no partido, sua tese que lhe garantiu um mestrado foi a pesquisa das lutas das mulheres, operárias da região do ABCD.
Esse vídeo mostra ela no programa do Ronnie Von.
Depois tivemos como professor. De filosofia, um marxista radical, militante do PC do B. Seu blog, faz apologia odiosa do capitalismo. No curso de filosofia aprendemos sobre as ideias de Freud e Voltaire, somente isso, por questão do tempo curto do curso. Esse foi mandado em bora mas quando a universidade passou por nova administração, mais foi novamente contratado por esse coordenados , atualmente ele está lá lecionando. Sua tese de mestrado foi alguma coisa com em relação ao teatro
no momento eu não me recordo, mas fica aqui essa minha dívida de pesquisar sobre isso.
A terceira foi uma tal de Angélica Holffer, cursou história e psicologia na USP. Seu mestrado foi alguma coisa sobre o Padre António Vieira. Sua disciplina patrimônio museu e artigos, segundo o raciocínio da escolas dos annales, vimos e usamos muito os livros da filosofa Marilene Chauí.
Próximo, Renato Dotta, tem um vídeo dele.
Estudou na USP como é mencionado no vídeo, hoje ele tem grau de doutor em história. Mais antes disso, ele esteve na lista dos professores “cortados”, com a mudança de administração da faculdade
sua tese de mestre foi sobre a história e geografia da região do ABCD, como tudo se formou. Talvez...o professor renato, fosse um acessão nesse quadro da UniABC, ele colocava os pontos de questionamento sobre cuba,Fidel holocaustos as várias guerras. Mais as aulas não fugia as regras gerais. Um apaixonado pelas histórias das revoluções da América do Sul,
talvez essa seja Amais terrível dos professores, tinha um gênio tão ruim que a turma depois da minha não tiveram outra solução a não ser protestar a ponto dela ir embora.
Uma militante do Pc do B uma Marxista na “alma”.tinha uma boa oratória discurso sempre carregado de chavões políticos, Doutora em historiografia (coisa assim)
há lembrei o professor Renato não foi despedido pela administração, mais com um problema de relacionamento com alunos (as). E o próprio coordenador o despediu.
A personagem em discussão se chama Patícia Valim.
Essa era do mau, odiava alunos, odiava militares, isso ao ponto de alunos de história militares a processa la. Durante seu curso, falou muito de Hegel,a obra o capital, escola dos Annales e a escola de Frankfurt. Falava muito sobre Eric Hobsbawm e suas obras.
Isso foi um pouco da história de como foi, e por quem, conduziu e estão a conduzir o curso de História Da UniABC.
            
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
     
   
   
COMO DEU PRA PERCEBER, ISSO CONFIRMA CADA VEZ MAIS QUE A DOUTRINAÇÃO EXISTE, E EXISTE MUITO FORTE NO BRASIL!
         
SÓ NÃO ENXERGA ISSO QUEM NÃO QUER. VEJAM ESSES ARTIGOS ABAIXO QUE CONFIRMAM ESSE FATO.